terça-feira, 8 de agosto de 2017

Review: Sinner's Lament (Taberah)

Sinner’s Lament (Taberah)
(2017, Killer Metal Records)
(5.6/6)

Com a curiosidade de serem oriundos da Tasmânia, os Taberah já havia apresentado um trabalho de bastante valor em 2013 intitulado Necromancer. Quarto anos se passaram e, de novo influenciados por nomes como Iron Maiden, Black Sabbath ou Thin Lizzy, o quarteto regressa em excelente forma com um Sinner’s Lament, um disco consistente de puro e clássico heavy metal. Clássico mas perfeitamente atualizado onde os Taberah mostram como fazer grandes malhas, grandes ganchos e introduzir coros grandiosos. E é nos temas de maior envergadura que toda a magnificência dos australianos se faz notar, com a inteligente inclusão de breaks que funcionam na perfeição e alguns duetos com vocais femininos. E depois há muita musicalidade em temas como Dance Of The Damned, em registo acústico, ou em The Final March Of Man. Por outro lado, Crypt mostra o lado mais agreste e maquinal num registo quase thrash. Naturalmente as melodias e as cavalgadas épicas marcam a sua presença mas a surpresa aparece como faixa bónus numa acelerada e distorcida versão – e às vezes um pouco confusa, também, de Hotel California dos Eagles. Sinner’s Lament é assim um disco atual mas que cheira e sabe a anos 80 e mostra os Taberah a trilharem um caminho evolutivo na sua carreira.

Tracklist:
1.      Sinner’s Lament
2.      Wicked Way
3.      Harlott
4.      Horizon
5.      Child Of Storm
6.      Dance Of The Damned
7.      Crypt
8.      The Final March Of Man
9.      Heal Me
10.  Hotel California

Line-up:
Jonathon Bardwick – vocais e guitarras
Myles Flood – guitarras
Dave Walsh – baixo
Tom Brockman – bateria

Internet:
Soundcloud   
Twitter   

Edição: Killer Metal Records   

Sem comentários: